Clareza

Andei trôpega, embriagada, alimentada de ilusões. Te pedi pra estrelas cadentes, velinhas de aniversário e se eu acreditasse em papai noel, pediria também.

Te pedia pra mim e você se afastava, se afastava e se afastava, até que um dia tudo tudo que restou foi distância. Fiquei perdida. Andei como um cego sem guia… É que nada fazia sentido sem você por perto.

Me imaginei morando no nosso apê, batalhando a vida juntos e envelhecendo juntos. Porque você era o único que me tirava do sério.

Por que você se encaixava tão bem nos meus sonhos?

Porque eu tinha uma desculpa pra tudo de mal que você fazia. Porque eu tinha ativado o modo pretérito imperfeito. Porque você era mais uma ideia do que realidade.

Me dei tempo, acordei, juntei meus pedacinhos e fiquei sóbria. Sóbria o suficiente pra perdoar, mas entender que algumas ideias não devem passar de ideias.

Acho que velinhas de aniversário e estrelas cadentes não tem o poder de atender pedidos.

Ainda bem!

Once Upon a Time Wish
(Série: Once Upon a Time)
Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s